About

Popular Posts

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES SOBRE O CORAÇÃO

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES SOBRE O CORAÇÃO




1 - Quando e quem deve fazer um check-up?

De maneira geral, homens acima dos 35 anos e mulheres acima dos 40 anos devem fazer um exame inicial que engloba:
  • Consulta
  • Eletrocardiograma de repouso
  • Dosagens de glicose e colesterol
Devem fazer um check-up mais cedo as pessoas que têm os seguintes fatores de risco para doenças do coração:
  • Fumo
  • Diabetes
  • Pressão alta
  • Herança genética (pais ou irmãos com doença do coração ou circulação)
  • Sedentarismo
  • Colesterol alto
Nesses casos, os exames devem começar mais cedo e ter um acompanhamento mais freqüente.
 



2 - O que é colesterol?

O colesterol é uma substância fundamental para o funcionamento do nosso organismo. Seu nível ideal no sangue é abaixo de 200mg/l. O colesterol no sangue é a soma de dois componentes:

HDL - Fração Protetora (“colesterol bom”) que quanto mais alta, melhor. Sua presença diminui com o tabagismo e o sedentarismo. Aumenta com a prática de exercícios, ingestão de peixe e doses pequenas de vinho.

LDL - Fração Aterogênica (“colesterol ruim”) que penetra na parede dos vasos e que, após alguns anos, provoca o entupimento das artérias. Este entupimento prejudica a circulação e afeta severamente o funcionamento de orgãos como o cérebro, coração e rins.
 



3 - O que aumenta o colesterol?

Existem fatores genéticos que explicam a hereditariedade da doença cardíaca. Além da genética, também uma dieta rica em produtos de origem animal, como ovos, carnes vermelhas, nata, manteiga, queijos amarelos, frituras e doces gordurosos influencia seu aumento.  O controle dos hábitos alimentares é fundamental para o controle adequado nos níveis de colesterol.
 



4 - O que eu posso comer ou devo evitar?

Deve-se evitar, em princípio, qualquer tipo de gordura animal, e também verificar a forma de preparo das refeições. É fundamental reduzir o consumo das carnes vermelhas, abolir a gema de ovo e aumentar carnes brancas e peixes. Deve-se abolir as frituras, preparando os alimentos assados ao forno, cozidos, ou grelhados. Os óleos recomendados são os vegetais, em especial o de milho, de girassol ou de canola e o de oliva. Recomenda-se aumentar a ingestão de fibras como aveia e granola e praticar exercícios físicos com freqüência.
 



5 - Qual o melhor horário para fazer exercícios?
Mais importante que o horário é praticar com regularidade. O horário ideal é aquele que melhor se adapta ao seu estilo. Tanto faz fazer pela manhã, tarde ou noite. Apenas deve-se evitar o frio ou calor excessivo. Use roupas leves, faça aquecimento, alongamento muscular e comece progressivamente. A qualquer sintoma anormal, como cansaço, dor ou palpitação, pare imediatamente. Neste caso, procure a orientação do seu cardiologista.




6 - É necessário fazer um exame antes de praticar exercício ou algum esporte?
As pessoas que não praticam esporte regularmente devem fazer uma consulta médica para conferência da pressão arterial, freqüência cardíaca de repouso e afastar a possibililidade de existência de doença cardíaca. A intensidade do exercício pode ser prevista através de um teste ergométrico em esteira ou bicicleta, com medição dos níveis adequados de exercício físico. As caminhadas podem ser feitas por qualquer pessoa, verificando-se antes a integridade das articulações e da coluna.




7 - O que é hipertensão (pressão alta)? Qual sua causa, e como prevenir?

A pressão alta é caracterizada por níveis acima da média populacional (145 x 95 mmHg). Cerca de 20% da população tem pressão alta e em 98% dos casos não se sabe sua causa (hipertensão primária ou essencial).  Quando consegue-se diagnosticar a causa (hipertensão secundária), a pressão alta pode ser curada . Existem alguns fatores de predisposição à pressão alta:

* Herança familiar - casos de pressão alta na família, antecedente de derrames - Pessoas de cor negra - Diabetes - Obesos - Uso de determinados medicamentos como cortisona e antiinflamatórios.

A prevenção mais adequada é a medição freqüente da pressão arterial, em condições e com aparelhos adequados. O tratamento envolve as seguintes etapas:
  • Medicamento
  • Dieta
  • Exercícios



8 - O que é coração dilatado?

O coração dilatado é o aumento do tamanho do coração, secundário a uma série de doenças, tais como:
  • Pressão alta de longa evolução
  • Infartos (obstrução das coronárias)
  • Processos inflamatórios do músculo cardíaco (miocardites)
  • Doença nas válvulas cardíacas
O coração também pode estar aumentado em atletas de alto desempenho (maratonistas, ciclistas, por exemplo) sem ter o significado da doença. No caso de doença, a conseqüência é a redução da capacidade cardíaca, determinando uma limitação física à pessoa, sendo necessário um acompanhamento médico freqüente.



9 - As mulheres têm menos risco para doenças no coração?

Quando chega o período da menopausa, onde uma série de alterações passam a ocorrer no corpo da mulher, que exigem atenção para o risco de doença cardíaca. A falta de hormônio irá determinar alterações no colesterol, no psiquismo (insônia, depressão), na esfera sexual (perda no apetite sexual) e perda de cálcio nos ossos, com tendência a osteoporose. Hoje, portanto, a mulher deve fazer a mesma avaliação que os homens, e, recomendamos também check-ups preventivos freqüentes.






10 - O que é, e para que serve a reabilitação cardíaca?

A reabilitação cardíaca é realizada em pessoas que tiveram alguma doença do coração como infarto, ou foram submetidas à cirurgia de ponte safena ou angioplastia, ou mesmo pessoas que tenham doenças como pressão alta ou coração dilatado. É uma forma de realizar exercício orientado por médicos cardiologistas e fisiologistas treinados para tal atendimento. O exercício é individualizado dentro da capacidade e não de uma forma impessoal ou aleatória.
O Hospital do Coração oferece atendimento e reabilitação Cardiovascular com especialistas em medicina do exercício. Este tipo de atendimento inicia a atividade física em sedentários e a reabilitação para cardiopatas, com parâmetros que devem ser obedecidos (medida de pressão ou frequência cardíaca). O exercício físico continuado e orientado é fator fundamental para a prevenção.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário