About

Popular Posts

domingo, 2 de outubro de 2011

Você sabe reconhecer os sintomas mais freqüentes do TDAH?

Você sabe reconhecer os sintomas mais freqüentes do TDAH?

Quanto mais rápido diagnosticado, menor é o sofrimento


Não é mais novidade que o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade acomete cerca de 4% dos adultos em todo o mundo e que é o transtorno mental mais auto- diagnosticado nessa população.

Também não existem mais dúvidas no meio científico de que o TDAH e considerado um transtorno grave, crônico e que acomete de modo adverso a vida de seus portadores, levando a sérios comprometimentos na sua qualidade de vida, em todos os setores, fazendo com que a vida prossiga ao longo de uma extensa espiral decrescente.

Mas, quais são os sintomas do TDAH no adulto? Atualmente seguimos os critérios do DSM-IV TR (abreviatura de Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders - Fourth Edition (Manual Diagnóstico e Estatístico de Doenças Mentais - Quarta Edição revisada), publicado pela Associação Psiquiátrica Americana (APA) em Washington em (1994), e que corresponde à quarta versão do DSM e é a principal referência de diagnóstico na prática clínica para os profissionais de saúde mental dos Estados Unidos da América e outros países. É comumente usado no Brasil também. Só que os sintomas do Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade encontrados no DSM-IV foram elaborados para crianças e alguns critérios não se adaptam muito bem para os adultos, embora saibamos que os sintomas do TDAH em adultos são, em grande parte, uma extensão dos problemas da criança. Para facilitar a avaliação do adulto com TDAH, foi traduzida uma versão para o português de um questionário de TDAH para adultos, o ASRS-18, que é a versão validada no Brasil.

(Referência: Mattos P.e cols. Adaptação Transcu
ltural para o Português da Escala Adult Self-Report Scale (ASRS 18 versão 1.1) para avaliação de sintomas do TDAH em adultos. Revista Brasileira de Psiquiatria).

Importante lembrar que o diagnóstico definitivo só pode ser fornecido por um profissional. Entendemos que o ASRS é um questionário que é uma das ferramentas para o diagnóstico do TDAH e que consiste em 18 perguntas, as nove primeiras sendo direcionadas para os sintomas de desatenção e da décima à décima primeira, voltadas para os sintomas de hiperatividade e impulsividade.

Diferente da criança, a tendência é não se valorizar a necessidade de ao menos 6 sintomas de cada grupo mas sim priorizarmos a gravidade do sintoma, se ele causa comprometimento importante na vida da pessoa e se ele gera sofrimento significativo. Caso um ou dois sintomas no adulto causem sofrimento intenso na maior parte dos dias, o caso vai merecer uma avaliação criteriosa para o TDAH.

No caso do ASRS-18, respondemos cada pergunta dentro dos critérios:
- Nunca,
- Raramente,
- às vezes,
- Freqüentemente ou
- Muito freqüentemente.

Após responder cada uma das perguntas, vemos a freqüência que corresponde como a pessoa se sentiu e se comportou nos últimos seis meses.

1. Com que freqüência você comete erros por falta de atenção quando tem de trabalhar num projeto chato ou difícil?

2. Com que freqüência você tem dificuldade para manter a atenção quando está fazendo um trabalho chato ou repetitivo?

3. Com que freqüência você tem dificuldade para se concentrar no que as pessoas dizem, mesmo quando elas estão falando diretamente com você? 4. Com que freqüência você deixa um projeto pela metade depois de já ter feito as partes mais difíceis?

5. Com que freqüência você tem dificuldade para fazer um trabalho que exige organização?
6. Quando você precisa fazer algo que exige muita concentração, com que freqüência você evita ou adia o início?

7. Com que freqüência você coloca as coisas fora do lugar ou tem de dificuldade de encontrar as coisas em casa ou no trabalho?

8. Com que freqüência você se distrai com atividades ou barulho a sua volta?

9. Com que freqüência você tem dificuldade para lembrar de compromissos ou obrigações?

10. Com que freqüência você fica se mexendo na cadeira ou balançando as mãos ou os pés quando precisa ficar sentado (a) por muito tempo?

11. Com que freqüência você se levanta da cadeira em reuniões ou em outras situações onde deveria ficar sentado (a)?

12. Com que freqüência você se sente inquieto (a) ou agitado (a)?

13. Com que freqüência você tem dificuldade para sossegar e relaxar quando tem tempo livre para você?

14. Com que freqüência você se sente ativo (a) demais e necessitando fazer coisas, como se estivesse com um motor ligado?

15. Com que freqüência você se pega falando demais em situações sociais?

16. Quando você está conversando, com que freqüência você se pega terminando as frases das pessoas antes delas?

17. Com que freqüência você tem dificuldade para esperar nas situações onde cada um tem a sua vez?

18. Com que freqüência você interrompe os outros quando eles estão ocupados?
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário